comer

Oficina de plantio

março 21, 2016

Tenho muito carinho pelo SESC Tijuca. Sou tijucana e passei minha infância frequentando seus espaços amplos e cheios de coisas legais pra fazer. Há um tempo não ia lá e fiquei bem feliz quando a Nanda me contou que lá rolaria uma oficina sobre criação de pequenas hortas, no final de fevereiro. Lá fui eu, em um
sábado de sol forte, aprender a colocar a mão na terra e cultivar alimentos em casa.

Éramos em mais de 20 pessoas, com diferentes idades e graus de experiência, mas todos muito simpáticos e abertos a compartilhar o que sabiam. Tivemos como professor o querido Sebastian Bieberle, especialista no assunto, que nos mostrou como criar uma composteira em casa e nos levou a dar os primeiros passos no plantio das mudas.

20160227_102852

Saímos de lá com nossas plantinhas em várias caixinhas, potes, pets, garrafas cortadas e uma vontade imensa de sair espalhando sementes pela cidade.

Quer aprender a criar uma composteira? Existem vários sistemas
caseiros que você pode comprar, tipo este ou você pode
fazer em baldes reaproveitados.

11880361_10153558888289921_5979903715308898630_n

Sabe o que é fundamental? Aprender a lidar com seu lixo doméstico. Conheça esse projeto muito interessante, que faz todo o processo de compostagem para você, o Ciclo Orgânico. O Sebastian é colaborador do projeto e acredita nessa revolução. Nós também!

O Apezinho pediu para o Sebastian para separar informação importante
para quem quer começar. Aproveite todas!

20160227_105020

1. Solo fértil é essencial, por isso o composto orgânico é maravilhoso para nutrir as plantas, pode-se inclusive plantar direto nele. É só encher o vaso e botar a muda. Afinal, terra é grátis!

2. Vasos e recipientes: Devemos ser bem criteriosos com a escolha dos recipientes, para plantas com raízes curtas como a alface e rúcula, vasos rasos podem ser usados, porém quanto mais profundidade, melhor. Reutilizar garrafas pet, baldes, panelas velhas, canos de PVC, etc é uma ótima ideia e te traz diversas alternativas para hortas em pequenos espaços. Ao buscar “horta em garrafas PET” você ficaria impressionado com a quantidade de opções.

Existem inclusive alguns sistemas que permitem que você deixe uma reserva de água que vai irrigando a terra gradualmente, permitindo uma viagem sem a preocupação de que a planta irá morrer.

3. Mudas e germinação: Para iniciar a horta podemos comprar mudas já crescidas (+/- R$ 3,00) ou comprar saquinhos de sementes (+/- R$ 1,50). A segunda opção demanda mais paciência e cuidado, uma vez que, depois da germinação, devemos transplantar cada muda para seu vaso. Os saquinhos sempre indicam época de plantio, ensolação e outras dicas úteis, fique atento. Se tiver paciência, você pode plantar as sementes em sementeiras.

plantas-companheiras

4. Hortaliças/aromáticas/ervas boas para apartamento: hortelã, alecrim, alface, cebolinha, salsa, coentro, rúcula, couve, pimentão – todas estas tem raízes curtas e precisam de pelo menos 4 horas de sol direto/dia

Manjericão, manjerona, cenoura, beterraba, rabanete, espinafre, acelga, chicória, batata, erva cidreira, capim-limão, boldo e boldo do chile, almeirão – precisam de vasos profundos com pelo menos 30-50cm de profundidade e de 4-6 horas de sol direto/dia.

Outras plantas: maracujá e pepino são plantas trepadeiras, se houver espaço para uma parede verde ou uma grade onde as ramas consigam se agarrar, elas crescem muito bem. Outras frutas como pitanga e acerola também se dão bem em apartamento, mas demoram aí alguns anos para produzir frutos.

5. Usando restos da cozinha. Plantas como abacaxi, cebolinha, batata, alho, gengibre e aipo podem ser facilmente transformados em mudas e plantados em vasos.

Outras podem ser plantadas a partir do galho, como é o caso do manjericão e erva cidreira – é só deixar 2 dias em um copo com água que as raízes vão começar a surgir, depois é só botar na terra.

Jogamos muitas sementes no lixo, o que é uma pena! É fácil germinar caroço de abacate, manga, maracujá e mamão por exemplo, inclusive, quando jogamos na composteira elas começam a germinar sozinhas! Fique atento a qualquer coisa que germine do composto, pois pode ser uma muda de tomate, é só transplantar para um recipiente e ver crescer.

6. É essencial que todas as plantas citadas recebam água, idealmente 2 vezes ao dia, de manhã e de noite. Se não houver esta possibilidade sugiro regar pela manhã, pois a evaporação do solo é maior durante o dia. O sistema de irrigação feito com garrafas PET, citado acima, pode ser uma boa opção se a pessoa for esquecidinha rsrsrs.

PicMonkey Collage
Pra fechar mais duas dicas muito bacanas!

Acompanhe o trabalho da Sustentarte, uma ong focada em cursos sobre
ecologia, meio ambiente e sustentabilidade. Vale conferir sempre o que
eles estão criando de conteúdo pra gente.

O Sebastian tem uma marca de papel reciclado Schöpf, uma lindeza!
Nosso amigo é multitalentos!

7ec56f23640264d0d43198bb72f9e8b5

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nota do Apezinho: as imagens do post são da querida Helena, da equipe do SESC!

 

Você também pode gostar de

4 Comentários

  • Responda Petri março 28, 2016 at 5:52 pm

    Poxa, não tem esse infográfico final com uma resolução melhor?

    • Daniela Pereira
      Responda Daniela Pereira abril 28, 2016 at 1:30 pm

      Oi Petri, me desculpe, não temos! :( Beijos!

  • Responda Sélia abril 3, 2016 at 3:21 pm

    Dica de agrônoma: não use alimentos temperados (sal, açúcar, ect)

    • Daniela Pereira
      Responda Daniela Pereira abril 28, 2016 at 1:28 pm

      Obrigada pela dica, Sélia! Beijos e volte sempre!

    Deixe uma resposta