comer

Como fazer tapioca

fevereiro 23, 2015

O Jornal O Globo publicou uma matéria bem curiosa sobre os conteúdos que os cariocas mais buscam no Google. Na lista “Como fazer” a tapioca ocupa o primeiro lugar, acredita? Ganhou dos clássicos brigadeiro e arroz! Desde que foi adotada pelos nutricionistas, por não conter glúten e ser mais saudável que o pão, sua popularidade só faz subir.

A Nanda é sua defensora número 1! Ela conta: “Sabe aquelas mudanças alimentares que as nutricionistas receitam e a gente jura que vai cumprir? Quantas a gente efetivamente pratica? Difícil, né, minha gente? Brincadeiras à parte, eu sempre fui muito fã de pão. Francês, de bolinha, australiano, baguete, ciabatta… poderia citar muitos mais, a lista é grande! 

Quando eu descobri como é fácil fazer tapioca, me animei a deixar um pouco o pão de lado (e super funcionou!). Sinto falta, mas não morro em ficar sem ele. A tapioca é mais saudável e as combinações são infinitas!”

Tapioca-Crepes-with-Cheese2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Você quer saber mais sobre a pequena notável? A gente conta! :)

Era uma vez a mandioca! Ela era a base da alimentação do Brasil até a chegada dos portugueses. O nome tapioca é derivado da palavra tipi’óka «coágulo», o nome para este amido em Tupi; e pode referir-se tanto ao produto obtido da fécula quanto ao prato em si feito a partir dele. Leia toda a história aqui;

Benefícios? Não tem lactose, sua porção tem cerca de 70/100 calorias, não tem glúten e substitui o pão;

Mas… preste atenção e não abuse! Dependendo do recheio pode engordar! A falta de fibras pode causar prisão de ventre. Algumas pessoas podem sentir azia por conta do polvilho da massa. O consumo ideal é de uma colher de sopa, cheia, de tapioca por dia;

Você precisa ter uma pequena frigideirapeneira e espátula para prepará-la;

goma fresca ou hidratada é vendida nos supermercados/ hortifrutis, mas as mais gostosas (e baratas) são vendidas nas feiras nordestinas de nossas cidades. Aqui no Rio nós temos a maravilhosa Feira de São Cristovão com muita oferta em praticamente todas as suas lojinhas de alimentação;

Sal/ Doce Tem quem coloque uma pitadinha de sal! Açúcar não se coloca, pois o amido no calor gelatiniza e o açúcar carameliza. Se o recheio for doce, faça uma massa um pouco mais grossa para o recheio não vazar. A salgada deve ser mais fininha pra ficar crocante;

Como fazer? O Brogui ensina a fazer a massa, dá uma olhada. Aqui ele não economiza nos recheios “gordinhos”;

Encontramos um vídeo ótimo e “magro” da Eliane Contreras, Editora da Boa Forma, com variações deliciosas de recheio;

Outros recheios rápidos: Duas fatias de peito de peru, duas fatias de queijo fresco (ou ricota) e uma rodela de tomate temperado com azeite, orégano e sal; queijo cottage, tomate picado e azeite; banana e cacau em pó (ou mel ou canela); goiabada cremosa com coco; carne seca com queijo coalho.

Sabe o que a gente mais curte na tapioca? Agora ninguém pode dizer que você não cozinha nada, rá! o/

Nota do Apezinho: os pratos lindinhos da imagem lá de cima são da Bruna Zanetti Atelier. Lindos demais! Ah, não é jabá, a gente curtiu mesmo!

Você também pode gostar de

Nenhum comentário

Deixe uma resposta