buscar

Vai na certa

maio 2, 2013

Procura por um apartamento para alugar e depois chamar de seu? Consultamos uns amigos que já passaram por isso (muitas vezes!) e fizemos uma listinha das 10 melhores dicas desses rapazes e moças espertos. Tudo para você ir na certa.

Checa aí! E aguarde porque temos dicas para serem seguidas assim que você fechar o contrato. Num próximo post!

1) Visite o imóvel em dois horários, de preferência manhã e noite, pra checar sol e barulho da vizinhança.

2) Cheque as condições da lixeira. Se tiver daquelas gavetas nos andares e for perto da porta do seu apê, pode rolar barata. Eca!

3) Veja se o condomínio tem muitas cotas extras, se tem uma mega obra prevista pra acontecer, ou se tem muito condômino inadimplente. Isso pode fazer com que o valor do condomínio não seja aquele que você planeja pagar.

4) Converse com o síndico e com outros moradores para ter uma ideia de como é a vizinhança do prédio.

5) Tente também conversar com gente que mora nas redondezas, para ver se a rua alaga quando chove, se tem muito trânsito na região, se é perigoso à noite…

6) Pergunte sobre o proprietário. É importante tentar descobrir se ele tem planos de pedir o apartamento de volta algum dia. Isso acontece muito quando o sujeito foi para o exterior ou quando ele tem filho no fim da faculdade.

7) Confira se tem feira na rua. Cheiro de peixe e trânsito fechado podem ser um tremendo incômodo.

8) Prédio antigo pode ser um problema se você vive de frilas e trabalha em casa, ou se usa muito a internet no dia a dia. O cabeamento velho impede, por exemplo, uma conexão boa.

9) Gostou muito do prédio, mas o apartamento que estava vago foi alugado? Porteiros sabem de tudo. E podem te informar sobre outros imóveis quando vagarem. Se tiver como dar uma gorjeta para pedir que ele avise quando souber de algo, talvez valha a pena!

10) Leve todos os documentos necessários (seus e do fiador) mesmo que seja a sua primeira visita ao apê. Se você quiser MUITO fechar naquele momento, por ter achado tudo perfeito à primeira vista, você pode. E tem muita gente que faz isso, por isso os bons apartamentos logo se vão.

Por fim, uma pérola que um amigo soltou e que vale compartilhar:

“A perfeição não existe. Você nunca vai encontrar o apartamento barato, bem localizado, todo decorado, com uma vista linda, perto de tudo (inclusive do metrô e da praia) e com a Juliana Paes recém divorciada morando a seu lado”.

Você também pode gostar de

7 Comentários

  • RespondaMarcos Craveiromaio 16, 2013 at 8:34 pm

    Em primeiro lugar, parabéns ao pessoal do Apezinho e boa sorte na empreitada!

    Gostaria de deixar uma dica aos leitores que pode complementar este artigo: se possível, ao procurar um apê, tente evitar os aptos térreos. São sempre os que dão maiores dores de cabeça. Alguns exemplos: as pessoas chegam para alugar um desses aptos e acreditam que aquele pequeno “quintalzinho” que normalmente vem no pacote desse tipo de apto é um bônus charmoso, um espaço que ele poderá utilizar das mais variadas formas possíveis. Acredite – não é. Ele normalmente é um “depósito de lixo” do edifício, pois infelizmente a educação é artigo de luxo, mesmo em BONS edifícios. Você lidará diariamente numa luta sem vitória com todo tipo de lixo, dos mais simples aos mais absurdos, incluindo nessa lista papel higiênico usado, camisinhas usadas, lixinhos de pia, cigarros, embalagens de laticínios variadas, roupas, tapetinhos e até mesmo (pasmem) vasos, ferros de passar roupa, tábua de cortar carne e no meu caso, até mesmo UM GATO já caiu aqui.
    Você irá reclamar, mas precisará provar de qual unidade vem o lixo. Se vc passa bom tempo fora, sua área se tornará um caos – e ainda receberá reclamação dos próprios vizinhos que o sujam dizendo que vc necessita limpar periodicamente a área sob risco de MULTA do condomínio. E mais – essa área normalmente é uma área que pertence ao condomínio e não ao apto. Se o prédio não for novo e necessitar de qualquer manutenção em benefício dos demais, como por exemplo, instalação do encanamento de gás pelo lado externo do edifício (obra comum em edifício antigos), vc poderá ganhar uma OBRA “eterna” em sua área, com vários canos passando por ali e com o extra de ter que disponibilizar a entrada de pedreiros estranhos, demanda do seu tempo, privacidade, etc.
    Para os mais desavisados: não, você não pode usar essas áreas para um churrasco (isso não é uma casa, mas muitos acham que podem), e não, você não consegue usar o espaço em festas por muito tempo (o barulho que sobe é enorme e você e seus convidados podem ser premiados com multa ou mesmo jogarem algo na cabeça de vocês, sendo essa última com 99% de probabilidade).
    Existem mais problemas com essas pequenas áreas, mas o térreo não vive só delas rs.
    Privacidade? um problema. Dependendo do prédio, se ele não tiver frente com jardim ou algo que lhe possibilite impedir os curiosos de esticarem o pescoço por sua janela, pode apostar: lá estará você servindo de BIG BROTHER e tendo que conviver num local com cortinas fechadas praticamente o tempo todo.
    Tem portaria mas não tem zelador ou porteiro fixo? parabéns, seu interfone acaba de ser premiado como o mais tocado por entregadores das mais variadas espécies de produtos com destino às outras unidades para resolverem os problemas de endereços mal escritos, pessoas que não se encontram ou tentando encontrar o “zelador”.
    Bom, existe uma série de contras que reunidos poderiam virar uma prateleira concorrente com a enciclopédia BARSA, mas acho que estes poucos aqui vão ilustrar algo que lhe porá a pensar antes de encarar um desses.

    PS: eu moro em um apto desses há mais de 30 anos, e já morei com minha
    ex-namorada em outro por 4 anos e meio, apto esse que me premiou até com RATOS vindo pelo ralo do quintal.

    Céus… ok, acho que já deu pra ilustrar meu ponto de vista rs

    Abs e BOA SORTE!!

    :)

    • Apezinho
      RespondaApezinhomaio 24, 2013 at 12:26 pm

      Oi Marcos! Obrigada pela visita ao Apezinho. Achamos seu texto super enriquecedor, com certeza ajudará muita gente a ir na certa. ;) Seja bem vindo e envie-nos comentários sempre que quiser! Beijos. Bianca.

  • RespondaJu Porto Gusmanjulho 8, 2013 at 10:27 am

    Gente, parece que fui eu quem escrevi o comentário acima. kkkk Marcos aqui é 100% desse jeito. Eu e marido escolhemos o 1 andar por termos filho pequeno, temos cachorro e gato, mas a área vive suja. Não generalizando (pois minha família não é assim) é muito difícil, muito porco mesmo. Falta respeito com o próximo, e pasmem já apareceu camisinha usada, que nojo.
    No meu caso ainda temos problemas de infiltração, o prédio é velho e quando chove a casa fica com cheiro de mofo e as paredes escurecem. E quando mudamos pra lá era tudo lindo e maravilhoso, os donos maquiaram o ap, mas na verdade com 6 meses os problemas começaram a aparecer. Nossa intenção é mudar dali, pois pagar aluguel num lugar destes dá pra passar raiva não é? O local do prédio é ótimo, isso faz valer a pena.
    Pessoal do Apezinho, adorei o site. Nem sei como vim parar aqui, mas dei sorte, pois ameiiiiii. rsrsrsrs Como faço pra receber as postagens pelo e-mail? Beijocas da Ju

    • RespondaMarcos Craveirojulho 10, 2013 at 5:34 pm

      Pois é Ju, estou lutando contra uma infiltração no teto da área de serviço e banheiro que dura ANOS. Os vizinhos de cima estão sempre criando uma dificuldade pra resolver isso, mas depois de tantos anos, finalmente entrou uma síndica nesse prédio a fim de tentar resolver o problema… já estávamos quase convencidos que a infiltração na verdade se tratava de uma queda d’água natural do edifício e que foi projetada assim para “embelezar” o apto térreo ahaha

      abs

      Marcos

  • Respondamatilde barretojulho 22, 2013 at 10:15 pm

    moro apenas com uma cachorrinha em um apartamento de dois quartos em um bairro do subúrbio do rj,gostaria de mudar para um conjugado na zona sul ou um quarto na tijuca.que conselhos vcs me dariam

    • Josy Fischberg
      RespondaJosy Fischbergjulho 25, 2013 at 12:23 pm

      Oi, Matilde! Você já começou a procurar? Se não começou, eu acho que deveria recorrer primeiro aos amigos e amigos de amigos, sabe como? Sair perguntando para todo mundo que vc conhece se alguém sabe de apartamentos ou conjugados nas regiões que vc procura. Joga no Facebook que tem sempre alguém que responde. Isso só para começar, pois assim você talvez encontre valores mais em conta. Uma das primeiras coisas que vc tem que definir tb é quanto está disposta a pagar, já que a mudança de bairro pode encarecer a vida como um todo (não só com aluguel, mas também com serviços, cujos preços variam de acordo com cada região, sabe?). Até padarias e supermercados têm preços diferentes, de acordo com o bairro. Conta um pouco mais da sua “saga” (hehe) para eu ver aqui como te ajudar! beijoca e volte sempre

  • RespondaCibele Linharesoutubro 8, 2014 at 10:19 am

    Quero dicas de imobiliárias em Belo Horizonte, especializadas em pequenos APs. Obrigada

  • Deixe uma resposta