buscar

Casas Bacanas

março 16, 2014

Um dia estava passeando pelos apezinhos anunciados nas Casas Bacanas e me dei conta de que ia lá com frequência, mesmo sem estar buscando nova casa ou morar em São Paulo!  Aí pensei “deve ter um monte de gente como eu, doida pra poder, um dia, alugar ou comprar esses lugares incríveis que eles anunciam!” Mandei um email pedindo uma entrevista e a Monique Tonini apareceu em minha vida!

Delicie-se com o papo e preste atenção nas dicas. Obrigada, Monique! Um dia ainda serei a sua cliente! :)

Somos apaixonadas pelo Casas Bacanas, como o projeto nasceu? Xi, menina, é engraçado quantas vezes já contei essa história…. bora lá… Depois de sete anos voltada aos cuidados das minhas três maiores riquezas, um dia eu cansei de ficar em casa! Abri o jornal e decidi que ia arrumar alguma coisa para fazer no dia seguinte. Até então, eu tinha atuado como fonoaudióloga, mãe e feito um curso de Design de Interiores entre uma gravidez e outra, mas afora o papel mãe para o qual ninguém me pagaria, eu não buscava nada ligado à minha formação e atuação anterior. Então, tinha que ser algo que não exigisse experiência…ai são poucas as opções: auxiliar de escritório, balconista e… corretor de imóveis… Aí você pensa: Hum, corretor faz seu horário e pode ficar rico numa venda (mais tarde você descobre que não é bem assim, mas isso é uma outra história).

Comecei a trabalhar com lançamento imobiliário…pode? Nada a ver com o que eu acredito hoje, mas foi uma ótima escola e conheci um amigo que, apesar de ter experiência de vida completamente oposta a minha, pensava muito parecido comigo sobre a corretagem e um bom imóvel. Já nessa época arrisquei a primeira tentativa no Facebook… consegui suicidar meu usuário em menos de um mês, fazendo tudo o que não podia.

1506395_766902016661866_2039391032_nA coisa do lançamento, lógico, não durou muito e fui com esse amigo para uma imobiliária de terceiros. Lá, começamos a ver o péssimo serviço feito pelo “corretor comum”… falta de conhecimento de arquitetura, decoração, fotos péssimas e uma dificuldade enorme em ouvir os anseios do proprietário e do comprador…. Víamos imóveis incríveis jogados no bolo dos imóveis comuns… o “comichão” berrando dentro das nossas cabeças: “dá para fazer melhor” e uma crença que o Facebook poderia ser usado sim para vender imóveis nos motivou a buscar algum caminho. Olha daqui, investiga dali, vimos que já tinha gente “pensando fora da caixinha”, fazendo uma corretagem “bacana”… “Então dá para fazer diferente!!” pensamos!

O curso de Design de Interiores e deu uma boa noção de arquitetura, decoração, afinou meu gosto pela estética e esse meu amigo mandava muito bem nas fotos. Começamos a ligar para os proprietários cada vez que encontrávamos na carteira um imóvel especial, meu amigo ia lá, refotografava. Enquanto isso, eu virei e revirei o Facebook, aprendendo os melhores caminhos, o que podia e o que não podia e ai surgiu a pagina. Tivemos um super apoio da gerente da loja. Num determinado momento, vimos que não fazia mais sentido ficar trabalhando para uma imobiliária se já tínhamos achado o nosso caminho, até porque ele era conceitualmente diferente do lugar onde estávamos. Partimos para carreira solo… esse meu amigo seguiu outro rumo, outras pessoas foram entrando… e o Casas foi seguindo seu rumo.

Não tivemos/fizemos branding nem estruturamos plano de negócios (o que me faz ter que correr atrás de muito pedaço que ficou pelo caminho), fui apenas seguindo os meus “instintos”. Tratando um imóvel como eu gostaria que tratassem a minha casa, ouvindo um cliente, como eu gostaria de ser ouvida… falando olho no olho com que me segue… Deixando a emoção correr solta cada vez que eu ou alguma das minhas meninas entra num imóvel e sequer consegue acreditar que aquilo é real…

1016571_757626990922702_2045025776_n


Se você pudesse escolher um imóvel que representasse o estilo de vocês, qual seria e porquê?
 Agora você me pegou… tenho casinhas de boneca, projetos minimalistas, arquitetura de autor… tão diferentes entre si, mas ligados pela sua essência… o “bacana”. Outro dia, publicamos um imóvel com o título: “Você tem BOROGODÓ?”, sabe por quê? Você sabe o que é borogodó? Os franceses chamam de “elan”… é o algo a mais, é aquilo que faz os olhos do outro se fixarem em você, é o destaque no meio da multidão… E ai, acho que toda a minha carteira representa esse conceito. Lógico que tem aqueles que são mais ou menos incríveis, mas todos tem “borogodó”! 

Quais são os bairros mais charmosos de São Paulo para quem está procurando seu primeiro apezinho e ainda não tem muito dinheiro? O Jardins ganha em badalação, isso é fato. Itaim também tem essa pegada!! Particularmente gosto de Higienópolis… amo as plantas: a distribuição, o pé direto, o conceito, as ruas. Acho bacana a valorização que está ocorrendo em Santa Cecilia, que já está sendo chamada de “Baixo Higienópolis”. Amo a Vila (Madalena) mas tem que gostar de agito! A Vila Beatriz me parece um pedacinho do paraíso… pertinho do agito da Vila, mas com total carinha de cidade do interior. Mas hoje, meu coração mesmo bate por Pinheiros…e o mercado também… bairro plano, gostoso de se andar, comércio cada dia mais cool… Só que aí não tem jeito, onde tem charme e badalação, o valor sobe! Mas acho que é uma conta geral:

1506395_766902019995199_2011550512_n1 – Primeiro, quem está começando, não precisa de grandes metragens,
2 – Esses bairros, além de todo charme, são mais centrais… o custo de tempo e deslocamento também tem que ser colocado no papel,
3 – Tem que se adaptar a certos limites – não dá para querer reforma top de linha, vista incrível, prédio com arquitetura assinada e ainda pagar pouco… um imóvel às vezes pode parecer sem graça, mas se ele tem potencial… é investir em uma pequena reforma, caprichar na decoração… e… taí uma Casa Bacana!

Nosso sonho de consumo é poder alugar um imóvel através de vocês. Enquanto isso não acontece (ainda!!), quais perguntas devem ser feitas para um corretor de imóveis? kkkk…. a primeira é se ele tem tempo para te ouvir!! Enquanto corretor não aprender a ouvir o cliente a coisa não vai dar certo! você vai pedir 150m, 3 dormitórios, ele vai te levar em 60m com dois, insistir contigo que sua família cabe lá e bater o pé que dá para fazer o terceiro quarto na varanda ou que seu bebê pode dormir na despensa.

Mas, considerando que ele tenha te ouvido, acho que é muito importante em primeiro lugar pensar na localização! Gastar horas no meio do caminho gasta nosso tempo e nossa saúde… e ai não curtimos a nossa casa, né?

Não tem como não tratar a questão com profissionalismo e transparência. Tem que ficar claro para quem aluga, vende ou compra  os passos do processos, todos os valores reais. Isto é muito importante para não gerar surpresa e frustração no final!

1920614_754989854519749_1033334068_n

A ansiedade pode atrapalhar quem escolhe seu apartamento pela primeira vez. O que não pode deixar de ser visto quando caímos de amor por algum imóvel?  Lógico que há riscos em ser precipitado! Algumas coisas tem sim que ser levadas em conta: estrutura física do imóvel, a localização, o que tem envolta da tua casa, a documentação.

Mas quando você tem um corretor que te ouve, que entende o que você quer, já pensou que as chances dele acertar de primeira é grande? Já vi muita gente perder o imóvel dos seus sonhos porque “adorei, mas quero ver mais coisa”. 

Uma das perguntas que insisto que minha equipe faça a cada cliente é: “por que não é este?” – é fundamental que quem está vendo imóvel pense nisso: Por que é esta a minha Casa Bacana ou por que não é?  Não é preciso ver 50 imóveis para saber que o primeiro era a melhor opção!!! 

Para isso, é muito importante que você tenha bem claro o que quer e o que pode!! E aí, quando achar, agarre!!!

1798437_764633730222028_1833544940_nBom, bonito e barato! Um anúncio de classificado aceita tudo, não é? Como fugir dessas ciladas? Primeiro.. isso é conhecido no mercado como “mosca branca”… você já viu uma???? Não, nem eu!! Existem boas oportunidades no mercado, sim, existem!!! Mas é o que todo mundo quer e procura! Então, é só fazer uma conta básica: quais as chances de você encontrá-la?

Isso não significa que você não irá fazer um bom negócio. Porque bom negócio é você encontrar o melhor custo benefício que atenda as tuas necessidades e os teus anseios!

Para isto, é preciso se informar, conhecer o mercado, ver o que é possível pelas condições que ele oferece! Se você tem conhecimento do mercado, de cara vai ver o que é anuncio furado… não vai perder seu tempo à toa! 

E as dicas para quem está pensando na decoração de seu primeiro endereço? Quando o orçamento é baixo, o que priorizar? Aí não é muito a minha praia então vou ficar no campo dos achismos e conceitos pessoais. Acho que tudo que te traga conforto, praticidade e atenda ao seu estilo de vida é fundamental. Se você passa o dia fora e não curte cozinhar, para que investir na cozinha? Se você trabalha em casa, seu cantinho de escritório tem que ser o melhor lugar do mundo! Hoje não faltam ideias de soluções criativas e lojas bacanas que oferecem um design mais acessível. 

Em termos de reforma, um alerta é importante: fique atento a um detalhe: se o imóvel é seu e você pretende vendê-lo algum dia, reformas personalizadas demais podem restringir o número de potenciais compradores no futuro!

1959276_750945601590841_1358377550_nO que tem chamado a atenção de vocês ultimamente: Face, Instagram,
Pinterest, blogs, livros etc. Tudo chama a atenção, pois um bom corretor tem que ser uma pessoa antenada. Lidamos com pessoas diferentes a cada dia, que tem bagagens e modos de vida próprios! A partir do momento que decidimos ser uma imobiliária com conceito, temos que nos manter atentos a tudo!

Ouvir pessoas de diferentes idades, conviver com grupos diversos, saber o que rola em todas as mídias, história da cidade, urbanismo, arquitetura.

Temas atuais? Mobilidade urbana, sustentabilidade, home office, política, economia, arte, lazer, movimentos culturais, design, futuro e muito mais!

Quando vocês virão para o Rio? Eu acredito muito no corretor bem preparado, bem formado. Um especialista que entenda o seu mercado, mas alguém que tenha cultura, que saiba o que está acontecendo a sua volta. Não é fácil achar pessoas que falem a mesma língua que você!!! Tem gente com um potencial incrível, mas que tem que ser treinada.

Já fizemos algumas tentativas no Rio e em outras cidades, mas ainda não achamos um formato ideal!!!  O Rio tem uma configuração muito específica em termos de cidade e áreas com uma história incrível, além de um público muito cool, e está sim na nossa pauta.

1966721_757053270980074_1794118108_n

Apezinho bacana é aquele que… tem borogodó! que encanta aos olhos, que palpita o coração!!! Apezinho Bacana é aquele cantinho para o qual voc quer sempre voltar porque sabe que lá você é feliz!

Nota do Apezinho: Temos alguns posts muito “bacanas” sobre mudança, dá uma lida! Pronto pra mudar?, Alugar ou comprar?, Quer alugar? e Achamos nosso Apê.    

Você também pode gostar de

1 comentário

  • Responda Cintia Pierri outubro 11, 2014 at 9:40 am

    Adorei seu blog! Parabéns.

  • Deixe uma resposta