UnderChef

outubro 11, 2016

Era uma vez, três amigos, Gabriel, Ramón e Yuri, e um projeto muito inspirador: criar um canal de gastronomia inspirador e descomplicado. E não é que deu certo? O nome é ótimo: Underchef! Ele é pra quem curte testar receitas e conhecer novos sabores. Eles já ensinaram a fazer ovo mexido de hotel, o verdadeiro strogonoff, como grelhar um bife e o melhor risotto da sua casa! Toda 3a feira tem receita nova. Assina o canal pra não perder nenhuma dica!

O Gabriel é formado pela Escuela Universitaria de Hosteleria y Turismo de Sant Pol de Mar, em Barcelona. Trabalhou em restaurantes paulistanos e ao lado de grandes chefs internacionais. A gente conversou com ele, que nos contou sobre o amor de sua vida: as panelas! :)

untitled-design-2

Por que você escolheu ser Chef? Difícil dizer em que momento resolvi ser Chef. Na verdade gosto de cozinhar desde adolescente, mas acho que passa muito mais pelo fato de gostar de comer. Minha família tem uma origem, de certa forma, gastronômica. Nosso negócio foi desde sempre ligado a temperos e especiarias. Em casa chimichurri era uma coisa tão corriqueira como deve ser “Danoninho” na casa de outras crianças de 10 anos.

Meu pai, argentino e descendente de alemães, sempre gostou de cozinhar nos finais de semana. Alternava churrasco com receitas típicas de sua mãe alemã. Batatas, dill, cordeiro, creme de leite, carne de porco, e muito churrasco e chimichurri fizeram parte do nosso dia-a-dia. Sempre comemos de tudo, com preferência aos alimentos naturais. Isso tudo foi formando minha identidade.

Quando decidi o que iria cursar na faculdade tinha apenas 17 anos. Acabei fazendo publicidade mas nunca me apaixonei ou tive coragem de largar o curso. Quando morei em Madrid, em um intercambio em 2007, vi que não era publicidade que me atraía. Gostava de cozinhar e morando sozinho passei a fazer cada vez mais isso. De volta ao Brasil, enquanto meus amigos estagiavam em multinacionais, eu fazia meus estágios em açougues, peixarias, e restaurantes. Era o começo de tudo.

untitled-design-1

Em suas andanças lá fora, qual a cidade que mais gostou? Difícil escolher uma cidade, mas tem uma em especial que não esqueço. Fui algumas vezes e voltaria quantas fossem possíveis: San Sebastian, no país basco, Espanha. SanSe, como dizem por lá, respira gastronomia. E não é por concentrar restaurantes com estrela Michelin, mas por suas ˜tascas˜ – os botecos de rua – que servem a cada esquina os melhores bocados que você já provou na vida.

O respeito ao ingrediente e à qualidade do produto por lá são brutais. Em qualquer esquina você encontra sabores inesperados. Se pudesse indicar um lugar seria La Cuchara de San Telmo, onde se comem os melhores pratos – de vieiras e polvo a foie gras e bochechas de boi – por 3 ou 4 euros cada um.

Por que criou o UnderChefO canal nasceu da possibilidade de dividir meu conhecimento adquirido ao longo dos anos. Muitos amigos me procuram pedindo dicas para cozinhar isso ou aquilo, dizendo que tem um date, um jantar com a namorada, que vai receber amigos etc. Todos querem saber um pouco mais, e acho que o Underchef é uma forma de eu dividir isso com eles e com toda uma comunidade de Chefs amadores, amantes da gastronomia, gente que, se me conhecesse, me mandaria um whatsapp! Agora o canal é direto via Underchef.

Cozinhar é muito mais simples do que se pinta por aí. Existe uma lógica na cozinha, nas combinações de sabores e técnicas. Uma vez entendendo essa lógica, você começa a voar sozinho. Quero dar as asas pra esse pessoal se inspirar cada vez mais e desmistificar um pouco essa ideia de Chef pomposo, de dolmã branca com nome bordado, de Masterchef, de egos inflados, e de cozinha moderna e complicada. Nessa aventura, completam o time o fotógrafo Ramón Vasconcelos, e o publicitário Yuri Andreosi.

untitled-design-3

Conta pra gente cinco dicas pra quem acha que não consegue se virar na cozinha? 

Experimente. Sempre experimente tudo que você faz e a todo momento.

Organize-se. Cozinhar bem qualquer um pode. Sua vó provavelmente cozinhava melhor do que eu. Cozinhar de verdade é trabalhar com limpeza e organização. Isso faz com que seu trabalho seja mais simples, dinâmico, e que você mantenha sempre seu ambiente limpo e bem visto.

O que você cozinha é o resultado dos ingredientes que você usa. Não existe milagre. Pode-se cozinhar mal com bons ingredientes, mas é impossível cozinhar bem com ingredientes ruins.

Cozinhe numa boa. Sério, este momento tem que ser tão legal para você quanto para quem você recebe. Se receber pessoas em casa e cozinhar para elas te deixa ansioso, nervoso, mega ocupado….calma! Respira. Não complique demais as receitas, você não precisa inventar a roda, apenas fazer uma comida gostosa e também poder tomar um vinho e sentar a mesa com os convidados. Escolha bem as receitas para cada ocasião, ninguém vai começar a comer enquanto você não sentar também, não fique lá grelhando coisas de ultima hora enquanto todos te esperam.

Não seja tão foodie. Não tenha vergonha de não saber algo. Não queira ter a resposta pra todas as perguntas. Não se mate fazendo cada ingrediente do zero. Se você não consegue fazer um iogurte caseiro melhor que um industrial, simplesmente compre o industrial. Não é vergonha alguma e você sempre pode melhora-lo com algum toque ou tempero.

Nenhum comentário

Deixe uma resposta