mudar

O melhor anfitrião do mundo

julho 29, 2014

Nossa, como fui bem recebida (o)! É tão boa essa sensação, né? Todos temos lembranças de bons anfitriões: a mãe de um bom amigo, uma tia, um conhecido que mora fora, que delícia! Cada um ficou marcado em nossa memória pela sua atenção amorosa e pela generosidade com que abriu suas portas. Tudo tão natural, que parecíamos estar em casa!

10509651_10152384498424213_4477625825489792058_nO autor desse post o dedicou a uma pessoa cheia de bons significados pra ele. Eu o dedico a nossa querida Cíntia, que nos recebe há anos em Londres e possui um lugar muito especial no canto das Pereiras!

Maneiras de ser um grande anfitrião: você lê a íntegra do post aqui!

Lembre-se! Ser um hóspede é, normalmente, uma experiência desconfortável, Um grande anfitrião consegue fazer com que ele relaxe! Se você tem hóspedes que aparecem com regularidade, deixe as regras bem claras. Ele vai se sentir mais seguro do que ter que decidir o que pode e o que não pode em um terreno que não é o seu! E, finalmente, há dois tipos de pessoas no mundo : as que visitam espontaneamente e as que precisam de um canto! As dicas que seguem abordam, basicamente, o segundo grupo.

Comida ou banho? Após a sua chegada, pergunte ao seu convidado se ele gostaria de comer alguma coisa ou de se lavar. Assim você cuida de suas necessidades iniciais, elimina o desconforto e lhe dá alguma coisa para fazer de imediato!

Sinta-se em casa: Deixe-o um tempinho sozinho pra se instalar e voltar depois que se lavar ou precisar de alguma coisinha para comer. Ter um pouco de tempo sozinho imediatamente após a chegada é muito bom. O terreno precisa ser reconhecido.

10525803_10152404052494213_7510113152467210700_nConecte-se: Depois do quebra-gelo inicial, relaxe! Convide-o pra sentar, tomar uma bebida, colocar o papo em dia, falar sobre os próximos dias.e mostrar como você está feliz por ele estar em sua casa. De verdade!

Comece pelo fim: Ironicamente, a parte mais desconfortável da hospedagem é saber o desfecho. Será que o seu convidado precisa de ajuda com a sua partida? Táxi para o Aeroporto? Não custa perguntar!

Mi Casa Es Su Casa: A melhor sensação que você pode dar ao seu convidado é de que a sua casa é realmente a casa dele. Encha-o de informação, assim não haverá espaço pra muitas perguntas ou insegurança. As próximas dicas falam sobre isso… Ah, e arrume cópias das chaves, ele vai te agradecer muito!

Toalha, Água, Cama e Banho: Essas são as necessidades básicas de qualquer hóspede cansado. Garanta a toalha limpa, água ao lado da cama e um banheiro a ser usado quando ele quiser.

Cozinha: Seus convidados podem e devem se servir à vontade, inclusive cuidando do preparo de suas refeições!

10252073_10152271789669213_4526939088988287056_nFlores: Um toque extra! Flores frescas no quarto do convidado é agradável e passa a mensagem que você realmente gosta da sua presença. É também um sinal de que você gosta de cuidar de sua casinha.

Alergias: Xi, pode ser um problema! Ainda mais se você tem bicho de estimação.Conte logo a novidade para o seu visitante e o coloque em um ambiente arejado.Cuidado extra com a limpeza é aconselhável.

Sobre a Privacidade: Mesmo que você não tenha uma cama ou quarto extra, faça o que puder para dar privacidade a seu convidado. Um bom colchão também fará a sua felicidade!

Tempo, tempo: Apesar da agenda corrida e da falta de agenda dos envolvidos, faça um programinha legal com seu hóspede. Essa atenção fará toda diferença, encherá sua memória com bons momentos e o fará voltar!

Pra fechar, toque a sua vida normalmente, mesmo com gente em casa. Seus convidados ficarão muito felizes ao perceberem que você se sente alegre com sua presença e que eles não alteram sua rotina. O resultado? Uma relação de confiança, momentos divertidos e – acima de tudo – novas promessas de retorno! Olha a gente com a Cíntia! A Biba estava na casa dela, em Londres, no momento da foto! <3

Cintita

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nota do Apezinho: as imagens desse post são da maravilhosa Heaven in Paris.

Você também pode gostar de

3 Comentários

  • RespondaCíntiajulho 31, 2014 at 7:36 pm

    Ahhh obrigada Dani amada! Que linda! :) Adorei o post e estarei aqui te esperando com flores e tudo da proxima vez! <3

  • RespondaCleópatrasetembro 15, 2014 at 10:09 pm

    Amei o post, farei com alguns amigos mas… o que fazer com os “entrõens”? Sabe, principalmente aqueles parentes sem noção que acham que podem ficar um mês, se eu fazer isso vão ficar pra sempre :/

    • Daniela Pereira
      RespondaDaniela Pereiradezembro 8, 2016 at 4:29 pm

      Ahahahaha, olha, corremos esse risco, mas com amor, simpatia e sinceridade, podemos sinalizar que está na hora de voltar para a sua própria casa! :)

    Deixe uma resposta