mudar

Missão possível

maio 30, 2014

Outro dia uma querida amiga disse: “gasto mais com extras do que com as despesas frequentes!” Outra confidenciou, orgulhosa, que tem uma “cota mensal de extras”, que é gasta, C-L-A-R-O, até o último centavo. Aí, eu estava perambulando pelo Houzz e encontrei esse post, que nos propõe uma mudança interessante. O objetivo da missão é: não compre o que você não precisa durante um mês.

Bingo! Tudo a ver com o que eu gostaria de propor para as meninas e pra mim mesma! Como sempre, peço desculpas antecipadas pela tradução livre, meu inglês é bem mais ou menos e eu só trouxe pra cá o que achei fazer mais sentido com a nossa realidade. Vamos tentar essas dicas?

***

1724186_268504746650769_418903236_nExplore as bibliotecas! Como alguém que já trabalhou em bibliotecas, eu posso ser um pouco tendencioso, mas acho que elas são um dos nossos maiores tesouros, aproveite e desfrute-as!

Nota: não tem uma biblioteca perto da sua casa? Não tem problema, nesse link você encontra 15 sites pra baixar livros gratuitamente.

Procure eventos gratuitos em sua comunidade. Concertos, peças de teatro, sessões de cinema em espaços abertos, palestras, fique atento! Eles existem aos montes e, normalmente, são bem divulgados na imprensa.

“Use it up, wear it out, make it do or do without.” Este provérbio da época da Depressão pode ser um grande mantra durante esse mês sem compras. Cada vez que você quiser partir pro ataque em uma loja, respire, olhe em volta e veja como substitui-lo com o que já tem!

10401750_1435291003396507_1770880830_nEm vez de se sentir privado, olhe seus armários e comemore a abundância em sua vida!. Ah, e seja criativo. Transforme a sua caneca velhinha em um vaso de plantas; o pote de geléia em um porta-pincéis de maquiagem, corte aquela camiseta velha e ganhe vários panos de limpeza.

 

 

Troque com amigos e vizinhos. Ofereça-se para trocar o que tem em excesso! Frutas do seu jardim, flores, roupas, objetos de decoração, vale tudo!

Nota: quem mora em cidade grande e não tem o privilégio de ter um jardim pode contar com as hortas comunitárias, um belíssimo projeto que nos limpa de terra!

1517216_484447844990065_1811323235_nFaça algo que você costuma comprar. Aventure-se na cozinha. Escolha ervas frescas para fazer seu chá, faça biscoitos ou granola em vez de comprá-los. Pão caseiro ou geléia em pequenos frascos, hum!! Você vai economizar e, quem sabe, descobrir um novo talento.

Nota: O que não falta no Apezinho é post com receitas para os iniciantes, vamos lá, coragem!

Simplificar e agilizar. Esse é o momento ideal para “destralhar” o seu apezinho! Ganhe espaço para respirar. Se você vender, em vez de doar, vai ter um pouco de dinheiro extra na mão para gastar (conscientemente) no próximo mês!

Saboreie os prazeres simples. Uma caneca de café. Ficar perdido em um bom livro. Ouvir a sua música favorita. Desacelere e saboreie as coisas que você mais ama.

1597081_468739819902981_428586307_nPasse mais tempo fora de casa. Faça caminhadas, desbrave seu bairro, flane! Leia um livro no parque, organize piqueniques. O ar fresco faz maravilhas para o espírito, ainda mais quando o tempo está bom e você ficou um tempão dentro de um ambiente fechado.

Nota: Somos muito apaixonados pela nossa cidade e por quem cuida dela. Já fizemos bons amigos por causa do tema, gente do bem que não se acomoda!

E aí, o que você acha? Diz pra gente se essa missão é possível! Estamos torcendo por você!

As imagens desse post são da maravilhosa Sarah Palmer!

Você também pode gostar de

4 Comentários

  • Responda Suzanne maio 31, 2014 at 12:41 am

    Curiosamente esse mês o marido e eu apertamos os cintos e fizemos exatamente isso: deixamos de comprar o que não precisamos imediatamente. Iniciamos uma fase de consumo consciente e reduzimos as saídas pra jantar (que juntando o mês todo pesa no bolso), fiz um bazar com as amigas e troquei/vendi várias peças encalhadas no guarda-roupa… é bem possível, mas é difícil dar o primeiro passo. Quando a gente se priva, parece que tudo é uma oportunidade única que não se pode perder… mas depois de alguns dias, é possível perceber que nem precisava daquilo mesmo :)

    • Daniela Pereira
      Responda Daniela Pereira junho 2, 2014 at 2:28 pm

      Oi Suzanne, nem pensamos nos hábitos, né? E é tão bom sair da inércia, até o nosso coração fica mais feliz! Beijos e parabéns pela coragem!

  • Responda Fê Mallu junho 2, 2014 at 11:26 am

    Adorei as dicas ;) compartilho com vocês os ideais de simplicidade e harmonia.

    Abraços,

    • Daniela Pereira
      Responda Daniela Pereira junho 2, 2014 at 2:27 pm

      Que bom, Fê! Um beijo grande pra você, boa semana! :)

    Deixe uma resposta