contar

Um studio-lar-jardim-secreto

outubro 27, 2017

Ah, as boas surpresas da vida! O Instagram sugeriu o perfil do Oliver para a Nanda. Que se apaixonou com o que viu e entrou em contato com ele imediatamente. Nosso amigo foi super receptivo ao alô do Brasil e topou escrever um post contando um pouco de sua história. Obrigada, Oliver! Parabéns pelo cantinho e beijos para o Yuri!

***

Bom, falar desse cantinho é fácil – há cerca de 2 anos sem um “teto” fixo (depois de ter deixado para trás minha antiga casa super colorida em SP), procurava um novo ninho. e enfim, encontrei um canto para chamar de meu! são exatos 22 metros quadrados de um studio no coração de Lisboa, no bairro Alto. chegar no país com uma mala, uma mochila, um cão (o Yuri!) e muito sonhos realmente foi uma experiência que não consigo descrever. e a vontade era uma só: arriscar, tentar e encontrar uma nova morada para fazer um ninho. e ter muitas plantas! <3

A ideia era essa mesma – plantas, plantas e plantas. e uma decor toda essencial, sem exageros. e o espaço convida a isso – a repensar o que se deve ter ou não dentro de um lar. pouco elementos, bem pensados, e que refletem o nosso jeitinho de ser.

E tenho tudo o que preciso: um cantinho charmoso entre as plantas para dormir, com um colchão sobre decks de madeira reaproveitada, unidos com fitas fixas. uma mesa multi-uso que se transforma – feita com um tampo de madeira e dois cavaletes comuns -, entre mesa do homeoffice, mesa de jantar ou café da tarde para receber os amigos. e madeira, tudo cru, natural.

As paredes brancas, convidam pequenos toques coloridos, que lembram minha paixão – as cores – e tiram a monotonia do clima nórdico (que tem um bocado de referência). e brasilidade, muita brasilidade – saco de café como poster, chapéu pendurado vindo do Rio (o clássico dos anos 20) e por aí vai.

Mas a vontade de morar dentro de um jardim foi tanta, que ele está nascendo aos poucos. e vai crescer ainda mais!

Viver a vida com mais calma, sem pressa, mesmo numa cidade tão movimentada é meu desafio (além do mestrado em Design e Cultura Visual que me trouxe também para cá). e criar mais projetos visuais e artísticos, inspirado pelo climinha que esta encantadora cidade traz pra gente.

Nota do Apezinho: Além do Instagram, você pode acompanhar o trabalho do Oliver através do seu site, Facebook e You Tube! Só lindezas!

Você também pode gostar de

Nenhum comentário

Deixe uma resposta