contar

Te amamos, Chacho!

abril 18, 2017

As Pereiras tiveram perdas importantes na vida: a vovó e o vovô partiram muito antes do que gostaríamos. Muito mesmo! Me lembro de uma tarde, que estava muito triste com a situação da vovó (minha mãe), que pedi pro vovô (meu pai) pra me mandar um sinal de que eu não estava sozinha. Naquela noite sonhei com ele me entregando um buldogue de louça, que tínhamos há séculos, mas estava esquecido dentro de um armário.

Na manhã seguinte tirei a peça do escuro e a coloquei em posição de destaque na sala. Ele virou meu símbolo de proteção, meu pai olhando pelas Pereiras. Em forma de cachorro, seu bicho preferido!

Meses depois desse sonho, reencontrei o Alberto, um antigo amor, não nos víamos há mais de 20 anos. Ele estava lanchando acompanhado de seu buldogue francês, o Muchacho.  Muchacho, que nome lindo!! Na época, tínhamos uma beagle maravilhosa, a Nina, que foi pro céu dos cachorros especiais dois anos depois. Ficamos muito tristes com a partida da Ninoca e o Alberto, amoroso como nunca, nos deu o Chacho. Que era a carinha do bichinho de louça do meu pai. Que entrou para a vida das Pereiras para nos ensinar, encantar e proteger. O sonho era um sinal! <3

Aprendemos tanto com o Chacho! O olhar atencioso, o silêncio cheio de significado, a presença constante, o valor que dava aos raios de sol que iluminavam a nossa casa. Ele era tímido, sério, sensíel, entendia as Pereiras como ninguém. E todos que nos visitavam e o amavam, como não! Foi nosso cuidador por vários anos e nos deixou, infelizmente, em janeiro passado. Tivemos o privilégio de viver esse amor profundamente. Ele nos enche de saudades e está, aos pouquinhos, nos preparando para iniciar uma nova história.

Jogamos as cinzas do Chacho em um jardim de nosso bairro, que fica no caminho das Pereiras e do Alberto. Dou olá pro nosso Gordinho diariamente. Renovo nossos votos de amor. E fico com meu coração repleto de afeto para prosseguir o dia. Da mesma forma dou boa noite pro buldoguinho de louça e assim um alô pro meu pai. Todos atentos em sua proteção, tenho certeza!

Quem tem bichinho uma vez, tem sempre! Somos carentes por natureza, não damos conta quando encontramos cachorrinhos na rua. Ficamos MUITO felizes! Por causa disso, a Biba teve uma ideia sensacional, tornou-se membro do Dog Hero, uma rede de pessoas que hospedam essas coisinhas iluminadas. Ah, que alegria! Já recebemos o Kundun e a Mel. Que foram absolutamente mimados. Queremos mais. Visitas toda semana, se der! E assim vamos nos fortalecendo com pelos, lambidas, passeios, brincadeiras e olhares brilhantes.

Esse post é uma homenagem aos nossos três queridos. Um agradecimento ao meu pai por ter me dado um sinal tão marcante em um momento tão difícil.  Ao Alberto por ter sido tão generoso ao nos dar seu companheiro especial. E ao nosso amado, que nos fez praticar bons sentimentos, doação e bem querer diário.

 

E o próximo morador do apezinho das Pereiras?

Vem aí, já já. Estamos quase prontos. Ele ou ela será muito bem recebido por mim, Nanda, Biba e Alberto. <3

 

 

Você também pode gostar de

2 Comentários

  • RespondaAna C Bassiabril 21, 2017 at 2:14 pm

    Adorei! Bjss

    • Daniela Pereira
      RespondaDaniela Pereiraabril 24, 2017 at 4:32 pm

      Obrigada, Ana!! <3 Beijos pra você!!

    Deixe uma resposta