contar

São Miguel dos Milagres

fevereiro 4, 2016

Nossa querida amiga e irmã Andrea Doti nos conta a viagem de sonho que fez com a sua família em um canto muito especial do Nordeste. Vamos viajar com eles?

***

Sei que a proposta original do Apezinho é falar dos nossos primeiros pousos, nossos endereços de largada, aqueles espaços onde começamos a construir sozinhos as nossas vidas. Mas conheci um lugar que me encheu de vontade de falar do pouso de chegada, daquele que, já com os filhos crescidos e tendo realizado boa parte dos nossos sonhos de consumo, a gente quer esvaziar de coisas, simplificar, pra só esticar as pernas e curtir.
image_00002

Acho que são propostas muito parecidas. A gente começa simples, se diverte com as primeiras almofadas, brinca com as cores, enche de retratos. E vai acumulando coisas, até descobrir que quanto mais simples mais gostoso. E foi isso, um lugar simples e gostoso, que encontramos ao chegar na Abaetetuba Pousada, em São Miguel dos Milagres, na rota ecológica de Alagoas, para passar o Natal.

milagres4

Três bangalôs absolutamente sensacionais que o Vittorio e a Luisa construíram para receber, com delicadeza, poucos hóspedes. Éramos quatro pessoas: eu, meu marido e meus dois filhos, de 18 e 20 anos. A proposta deles é tão bacana que conseguiu conversar e agradar a todos nós: os do apezinho de largada e os de chegada!

milagres1

Que bom que há 15 anos esse casal de italianos pegou a estrada errada enquanto veraneava no nordeste e chegou nessa praia, onde, há dois anos, decidiu ficar pro resto da vida!

São cinco construções muito parecidas. Na maior moram eles, a outra abriga uma lavanderia e aí vem os três quartos espalhados pelo amplo terreno coalhado de coqueiros, de frente pro mar de águas cristalinas da praia do Toque.

milagres2

Caixotes brancos, com linhas retas, num estilo nórdico praiano!! Brises dos dois lados e, nas pontas, portas e janelas que abrem de cima embaixo, pra ver o céu e curtir a lua. Chão de cimento queimado, roupa de cama clarinha e gostosa. Um sofá-cama jeans e uma porta de banheiro feita dos restos das jangadas da região.

Bom gosto, simplicidade e respeito à memória. Quem precisa de mais do que isso?

milagres3

E a comida?! Ah, a comida! De uma hortinha ao lado da casa, sai o capim-santo que frequenta sucos e caipirinhas deliciosos. Das muitas palmeiras do terreno, o coco geladinho. O iogurte natural é feito lá também, assim como o cappuccino, as tapiocas e o tiramisu que vem de sobremesa. Do mar em frente, vêm os peixes e as lagostas. E da acolhida deles a vontade de ficar ali pra sempre!

Você também pode gostar de

Nenhum comentário

Deixe uma resposta