comer

Horta perfumada

julho 27, 2015

A Tati é uma amiga cheia de orgulho de sua hortinha! Prometeu um post-declaração-de-amor e cumpriu a missão lindamente. Se você ainda tem alguma dúvida sobre os benefícios de criar uma área verde em sua casa, leia seu depoimento. Ele é cheio de entusiasmo e fotos com boas energias. Um encanto como a nossa querida!

***

Uma das melhores descobertas que tive em minha vida foi sobre o prazer de cuidar de uma horta. Veja bem que a descoberta já começa por aí: “cuidar”, ao invés de simplesmente “ter”. Quando despretensiosamente pensei em ter uma hortinha em casa, sequer imaginava o que viria pela frente, além de uma alimentação mais saudável. Porque, convenhamos, este é o primeiro objetivo: alimentos frescos, sem agrotóxicos, a um custo razoável.

horta1

Só que… é muito mais do que isso. Preparar, com as próprias mãos, a terra que dará vida aos seus alimentos. Semear ou plantar as mudas que, quando você menos esperar, estarão colorindo o canteiro, felizes e cheias de vida procurando a luz do sol. Estar ali, diariamente, regando um pouco de água para que elas não tenham sede e fiquem desidratadas. E, a cada dia, se dar conta que tem um brotinho novo a caminho. Um sinal de que ali, a vida também não pára.

E os cheiros? Aaaaahhhh, os cheiros! É cheiro de terra molhada, cheiro de erva fresca, cheiro de tudo quanto é tipo e para todo tipo de olfato. O meu, que nunca foi dos mais apurados, está vendo que nem só de manjericão e alecrim vive uma horta perfumada.

horta2

Mas como tudo o que é bom na vida, é preciso dedicação e paciência. Entre o plantio e a colheita, são alguns meses – poucos ou muitos, dependendo do que estiver sendo gerado. Nesse meio tempo, alguma dose de sensibilidade para ver quem está feliz, quem precisa de mais sol, quem precisa de mais espaço. Até que chega o grand finale: a hora da colheita!

horta3

Se tivesse que resumir em uma palavra o momento da colheita, definiria como “gratidão”. Parece papo de bicho grilo – talvez até seja mesmo! – mas ao ver este ciclo tão de perto, aquela mudinha que eu plantei florescer, amadurecer, me alimentar e perpetuar a minha própria vida, a única coisa que me vem à cabeça é agradecer. Por me sentir feliz com pequenos momentos como esse, por sentir o prazer de sabores ainda mais verdadeiros e, principalmente, por ter percebido que cuidar é muito melhor do que apenas ter.

horta4

E você, o que está esperando pra plantar o primeiro vasinho?!

Nota do Apezinho: leia nossos outros posts sobre horta, são caprichados!

Você também pode gostar de

2 Comentários

  • RespondaBiajulho 7, 2016 at 5:41 pm

    Estou apaixonada por esse site <3

    • Daniela Pereira
      RespondaDaniela Pereirajulho 13, 2016 at 5:37 pm

      Ah, que delícia! Obrigada, Bia! Muitos beijos das Pereiras e volte pra ver a gente!

    Deixe uma resposta