comer

Horta em casa

outubro 25, 2014

Morar em um apartamento não é mais desculpa para não ter uma horta em casa. Pode parecer absurdo, mas é perfeitamente viável manter uma boa variedade de plantas sem precisar ter um quintal preparado. A foto do grande destaque lá em cima é do Misha. E a do destaque é daqui.

Uma pequena horta não ocupa espaço, requer pouca manutenção e ajuda a evitar desperdício. Assim você não precisa mais comprar um maço de salsinha ou cebolinha para usar alguns ramos e esquecer dentro da geladeira: basta cortar um ou dois galhos para ter o mais fresco tempero.

Existem muitas dicas criativas na internet, mas é difícil saber quais plantas podem ou não viver em espaços restritos ou com quantidade limitada de luz. Por isso preparamos essas dicas para você finalmente começar a sua horta:

1)      Defina o local da sua horta

H1

Sacada, terraço, lavanderia, janela da cozinha. O espaço disponível pode variar mas o fator que mais pesa na decisão é a quantidade de luz solar que esse local recebe. Lembre-se que plantas necessitam de sol. Veja se a incidência é igual ou superior a quatro horas por dia e se a área sofre com variação solar no inverno (em algumas cidades do sul e sudeste o sol se move bastante no inverno!). Foto: Jess Pac.

 

2)      O equipamento necessário

Uma horta precisa de três itens básicos: vaso, terra e planta. Você pode comprar tudo separado ou então achar alguns kits que mencionamos aqui.

O vaso pode ser de plástico, cerâmica, barro ou até madeira. Redondo, quadrado ou jardineira comprida. É o seu espaço quem vai definir o tamanho e a área para se plantar.

A terra é um dos passos mais importantes para manter sua horta saudável: comece uma base de pedras ou argila expandida para evitar o acúmulo de água na terra. Em seguida coloque o substrato, dando preferência para os que são preparados e vendidos para essa finalidade, já adubado e balanceado.

– Escolha suas plantas. Jamie Oliver, no seu livro Economize com Jamie, sugere oito temperos essenciais: orégano, alecrim, tomilho, louro,  sálvia, manjerona, menta e o oitavo “ervas macias”: manjericão, cebolinha, salsinha e coentro. Mas lembre-se que é o seu gosto pessoal quem manda. Postamos aqui um vídeo que explica como higienizar e armazenar temperos, olha só.

3)      Semente ou muda?

Plantar uma semente e acompanhar o milagre da germinação é indescritível. Mas as vezes não vale a pena esperar 45 a 50 dias para começar a ver os resultados. Comprar mudas pequenas é mais cômodo e garante um melhor aproveitamento do tempo livre. Dessa forma você não vai precisar transplantar as mudas e revolver a terra, evitando trabalho extra, como limpar a casa para remover a sujeira de paredes, chão ou tapetes.   

4)      Comece com Manjericão

h2

Se você nunca cuidou de uma planta, o manjericão é a melhor escola: cresce rápido e avisa quando falta água no solo (mas reage instantaneamente quando é regado). 

Foto: Alexander Baxevanis.

 

 

 

5)      Se você quer ir além de ervas e temperos

Tente algumas verduras folhosas: alface, rúcula e espinafre são escolhas bem interessantes, uma vez que você pode colher algumas folhas constantemente do mesmo pé.

6)      Legumes?

Tente pequenos tomates, pimentões e até vagem. Apenas tome o cuidado necessário para que elas cresçam corretamente com auxílio de varetas de bambu ou madeira.

7)      Menta e hortelã

Duas plantas que crescem muito e bem rápido. Tenha um vaso só para elas. E lembre-se que qualquer planta ao redor pegará o cheiro. Mesmo assim vale a pena para um chá gelado, uma sangria ou até para uma receita de mojito com os amigos.

 8)      Lembre-se que plantas também precisam de espaço

Não plante dezenas de mudas ou sementes em um espaço limitado. Uma planta com espaço para crescer (principalmente nas raízes) desenvolve melhor e mais rápido do que um amontoado de plantas brigando entre si.

9)      Água, sempre.

Nada de molhar as folhas: o excesso de umidade nas folhas podem dar fungos ou até matar a planta. Uma borrifada de água por semana, por sua vez, ajuda a limpar a folha e manter a sua saúde. Para regar a planta sem afogar as raízes, basta pressionar a terra com o dedo: se a terra estiver seca despeje uma pequena quantidade de água.

bb48bd3e9c9b74c01ecec7466368719b10)   Adubos e fertilizantes

A terra ou substrato de um vaso sofre cada vez que é regada. Basicamente a água lava os nutrientes do solo, empobrecendo-o a cada rega. Lembre-se de adubar e fertilizar seus vasos a cada duas ou três semanas para manter uma horta saudável e produtiva. Imagem encontrada aqui.

 

 

11)   Tenha paciência

Ervas, temperos, verduras e legumes requerem um pouco mais de cuidado do que uma simples planta ornamental. São mais sensíveis, murcham com a falta de água ou amarelam com o excesso. Por isso crie uma rotina de inspeção diária ou a cada dois dias. Verifique sempre se o substrato está úmido.

12)   A eternidade enquanto dura

Alguns temperos têm a vida útil de apenas 4 ou 5 meses. Vegetais folhosos nem isso. Alecrim, orégano e tomilho duram muito mais, alguns anos. Confira sempre o tempo de vida da sua horta: quando alguma planta parar de crescer ou produzir, é hora de replantar.

d74f032ac036bd7007d908ade90ddfd813)   Colha o que você plantou

A melhor parte de uma horta é poder desfrutar da sua própria produção. E se orgulhar disso. Aproveite, faça propaganda e valorize seu trabalho! Imagem encontrada aqui.

 

 

 

Nota do Apezinho: Curtiu? Então você está no lugar certo, pois o Apezinho tem muito conteúdo ligado ao assunto, dá uma olhada

Existe um perfil no Pinterest chamado Urban Gardens, vale muito a visita.

Você também pode gostar de

7 Comentários

  • Responda vanderlei verdiano novembro 6, 2014 at 5:23 pm

    Muito criativo maravihoso

  • Responda maria novembro 7, 2014 at 10:45 am

    achei as dicas uma maravilha vou tentar fazer uma horta desta eu sou muito naturista.

  • Responda Roberto Correia novembro 7, 2014 at 11:31 am

    Parabéns , nossa que surpresa, essas informações , abraço

  • Responda Maarlene Santiago novembro 7, 2014 at 3:02 pm

    Eu ja manejo e cuido com carinho de minhas plantinhas
    temperinhos deliciosos. Muito bom mesmo, minha saúde
    agradece muito.
    Bjs!

  • Responda Suely Coelho novembro 8, 2014 at 8:10 pm

    Obrigado ao apezinho, pela grandiosidade de variados modos de criar as nossas verduras e temperos, so que eu preciso arrumar um tempo e espaço para começar. MAS VOU A LUTA BJOS A TODOS SUELY

  • Responda Eliana Virginia do Nascimento novembro 8, 2014 at 9:30 pm

    Legal as dicas, tenho vontade de fazer em casa.

  • Responda vera madalena ferreira novembro 10, 2014 at 8:06 am

    TUDO QUE EU PRECISAVA PARA TER UMA HORTA EM CASA, ENCONTREI AQUI. PARABÉNS PESSOAL

  • Deixe uma resposta