comer

Alimentação Inteligente

outubro 5, 2016

As Pereiras estão aprendendo a cozinhar, que alegria! Temos passado as noites entre as panelas, nossas leituras do momento envolvem os conselhos da Rita Lobo, Bela Gil, Karin Gama, Laura Pires e, agora, Malu Paes Leme, uma gratíssima surpresa! Ela é uma delicadeza de pessoa e recebeu o Apezinho com muita generosidade e simpatia. Queremos compartilhar suas dicas e receitas por aqui para te inspirar! Essas duas receitas são de fechar os olhos de tão gostosas.

Vamos tentar juntas (os)? :)

Ah, nenhuma das duas leva carne, ok? Não precisa mesmo, aliás!

untitled-design

 

SUGESTÃO 1

SOPA CREMOSA DE ABÓBORA COM COCO – Carioca que é carioca até gosta de um friozinho de vez em quando, mas aquele frio brabo não é pra gente! A gente gosta de praia no inverno! E gosta de beber água de coco pra refrescar. Mas, quando tá esse friozinho, nada melhor do que pegar leve, e preparar uma sopinha cremosa deliciosa para esses dias frios que estão fazendo por aqui.

Abóbora e Coco são super brasileiros, e essa misturinha é danada de boa! A abóbora que eu usei nesta receita é a japonesa – mas é plantada e colhida aqui no Brasil ;) E ela é mais adocicada e tem bastante cremosidade. Mas, se preferir, pode utilizar nossa abóbora baiana, que vai muito bem também. Vamos à receita?

Ingredientes – 1/2 abóbora okaido picada/ 1 inhame médio picado/ 1 pedaçinho de curcuma fresca ou 1 colher de chá de açafrão da terra / 1 cebola branca picada / 4 dentes de alho fatiado fino / 2-3 xícaras de leite de coco fresco caseiro / Óleo de coco para refogar/ Sal rosa/ Coco ralado fresco para guarnecer (opcional)/ Ervas para guarnecer (salsinha; coentro; tomilho; alho poró)

3000001_1469210159215_file

Modo de Preparo – Em uma panela, acrescente a abóbora, inhame e cúrcuma picadinhos e cubra de água. Deixe cozinhar até ficar bem macio. Quando estiver quase no ponto, comece a refogar no óleo de coco o alho e a cebola. No liquidificador, acrescente os vegetais cozidos com o mínimo de água. Acrescente o leite de coco e o sal e liquidifique bem. Depois leve a panela novamente e misture o alho e a cebola refogados. Deixe descansar um pouco antes de servir para pegar mais o sabor. Sirva com ervas frescas por cima e coco ralado também para dar uma crocância.

Dica, dica! Saiba como fazer leite de coco caseiro! – 1 coco seco – 300 ml a 500 ml de água filtrada em temperatura ambiente (a quantidade de água vai depender do tamanho do coco).

Modo de Preparo – A dica para escolher um coco seco bom é ver se tem peso (quantidade de água) e se bater na casca dele e tiver um som firme sem ser oco, quer dizer que ele tá bom. Depois o passo é furar com um saca rolha um dos “olhinhos” do coco em uma das extremidades e retirar toda a água. Descartar esta água. Depois levar o coco no forno baixo por uns 10 minutos, ou até a casca rachar. Depois enrole em um pano, e vá batendo com ajuda de um martelo por todo ele. Você se surpreenderá como sai a polpa toda facilmente. Aí é só picar bem a polpa e levar ao liquidificador com água. Liquidificar bem e coar em um paninho de voal ou pano de prato limpo. Armazenar em garrafa de vidro por até 4 dias.

SUGESTÃO 2

Moqueca de Banana da Terra – Puro amor <3 – Moqueca é um prato bem tradicional da Bahia, e consequentemente bem brasileiro. Parece que quando pensamos em comida brasileira o que mais vem em nossa mente são as comidas tradicionais baianas. Eu tenho até uma pista porque isso acontece: é porque é boa demais mesmo, e nossos queridos baianos levaram para todos os estados brasileiros sua mão boa pra cozinha.

Basicamente, a comida baiana leva ingredientes base que dão o sabor especial a la bahia como: pimentão, tomate, cebola, alho, coentro; e ao mesmo tempo trazem também uma oportunidade de conhecermos mais alimentos da terra que normalmente não consumimos no dia a dia como por exemplo a nossa tão deliciosa banana da terra!

Hoje a moqueca que ensino é uma versão vegetariana com essa delícia que é uma ótima opção para cozinhar. Banana da terra tem consistência, tem um doce característico suave e deixa qualquer prato saboroso, basta saber como escolhê-la e como prepará-la.

Para essa receita, precisamos de banana da terra madura – quando sua casca começa a empretecer e ela fica mais macia ao toque. E por incrível que pareça, ela é super palatável se consumida crua, basta que sua casca esteja toda pretinha. Ela chega a ficar laranja por dentro e bem macia! É uma delicíaaaaa!!!

Vamos à receita!

2900007_1468617099674_file

Ingredientes – 4 tomates bem maduros picados/ 1 pimentão vermelho bem maduro picado em cubinhos / 1 pedaçinho de gengibre ralado fino / 1 cebola picadinha / 1 pimenta dedo de moça sem sementes e picadinha (opcional) / 500 ml de leite de coco caseiro! / 4-5 bananas da terra maduras e picadas em rodelas semi grossas / 1 colher de sopa rasa de páprica doce / 1 ou 2 colheres de sopa rasas de coentro em pó / 1 colher de sopa de azeite de dendê / Sal marinho ou rosa a gosto / 1 molho de coentro ou salsinha fresca picada

Modo de Preparo – Refogue a cebola, o pimentão, o gengibre, o tomate e a pimenta em fogo baixo por mais ou menos 10 minutos. Acrescente a banana da terra em rodelas, o leite de coco e o restante dos temperos. Deixe cozinhar até a banana ficar macia e o leite de coco engrossar. Por último acrescente o coentro ou salsinha picadinha e o azeite de dendê. Sirva com arroz integral, farofinha e seja feliz!

Dica, dica! Receita da farofinha! – 250g de farinha de mandioca / 1 colher de sopa cheia de óleo de coco / 3-4 dentes de alho ralados ou fatiados finos / pitada de sal rosa / pitada de açafrão em pó

Opcional: ervas frescas picadinhas (colocar no final ao desligar o fogo)

Modo de Preparo – Esquentar uma frigideira com óleo de coco, e acrescentar o alho picado. Deixar dourar um pouco o alho, e acrescentar aos poucos a farinha de mandioca. Mexer bem e acrescentar pitada de sal e açafrão. Mexer sempre para não tostar. Acrescentar as ervas frescas picadas e servir.

untitled-design-3

Nota do Apezinho: Olha que legal, a Malu tem um serviço de PERSONAL COOKING, uma consultoria particular realizada na casa do cliente onde é ensinado um cardápio personalizado de acordo com as preferências e necessidades de cada cliente que pode ser ensinado para ele, para um grupo ou para seus funcionários. São 4 pratos escolhidos por visita que tem duração de aproximadamente 3 horas. Esse conjunto de pratos pode ser formado por uma refeição completa, por pratos avulsos ou por módulos como: salgados, saladas, doces, pratos sem glúten, sem lactose, veganos etc.

Curtiu? Manda um email pra ela! malupaesleme@gmail.com

A imagem do quadro negro acima é do maravilhoso restaurante Naturalie Bistrô. Recentemente, as Pereiras tiveram momentos inesquecíveis por lá!

Você também pode gostar de

Nenhum comentário

Deixe uma resposta